Mercado Livre ampliará nos próximos anos
Tudo dependerá das aprovação das propostas e abertura do mercado.
O Mercado Livre de Energia depende de alterações na regulamentação para abrir mais o mercado aos consumidores de pequeno porte, o que seria essencial para maximizar o potencial de crescimento desse mercado, a proposta dessa abertura avança desde 2021.

Foi encaminhado partes de um estudo da CCEE  (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) ao MME (Ministério de Minas e Energia) e também à ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) com dados necessários para aprimoramento da regulação do setor.

A ABRACEEL (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia) resolveu também enviar propostas no dia 31 de janeiro com o objetivo de solicitar novos regulamentos mais sustentáveis que permitissem essa abertura do mercado de forma gradativa para os consumidores até o início de 2026. Considera-se que estes arquivos sirvam para análise e consulta pública da ANEEL e CCEE nas próximas semanas.

Como sabemos, o sistema é gerenciado pelo ACL (Ambiente de Contratação Livre) para os consumidores com mais de 500 kW empresas de médio a pequeno porte, essa abertura apresentará enorme crescimento na economia, previsões indicam que esteja por volta de 30% ou mais. Sendo que podemos considerar esse setor como o que é mais promissor e já entregou crescimento no ano passado de 6,1%.

Crescimento na geração de energia solar e eólica em 2021
Veja os principais dados de crescimento das energias: solar e eólica!